domingo, 11 de outubro de 2009

Age of Asia recomenda "20th Century Boys" e "Do As Infinity"

Mangá
20th Century Boys (Nijusseiki Shōnen) de Naoki Urasawa
Gênero: Ficção Científica/Suspense/Shonen/Adulto



Mangazasso! Sei lá se este é o grau superlativo absoluto (:p) pra gibi japonês, mas na certa é a melhor coisa que li neste ano.

A versão que acompanhei feito um viciado foi o do Silence mangá scan, muito bem traduzido, aliás. Mas caso alguma editora (JBC, Conrad, Panini ou outra) se interesse em publicar esta obra no Brasil, manifesto aqui o meu desejo de comprar todas as edições. É claro que eu pagaria no máximo uns R$ 12,00 por cada edição, já vou avisando.

A história se passa no nosso mundo, portanto nada de coisa fantasiosa, trata-se de uma ficção com história bastante lógica e séria. Rola umas comédias também, claro, mas o que prevalece é o clima de tensão e mistério.

No final da década de 1960, um moleque - Kenji Endo inventa ao lado de seus amigos, uma brincadeira - criam um caderno denominado "Livro de Profecias" - eles imaginam como seria o futuro: caos geral, com terroristas que querem dominar o mundo ameaçando a humanidade com armas biológicas e um robô gigante que espalha um vírus mortal pela cidade. E os garotos liderados por Kenji salvariam o planeta. Outra coisa legal que eles inventaram foi o famoso símbolo de um olho envolto de um dedo indicador voltado para o céu.

Os anos se passaram e hoje (ano 1997) Kenji com trinta e poucos anos cria sua sobrinha, filha da irmã mais velha que de uma hora para outra, desapareceu. E fatos estranhos começaram a acontecer pelo mundo, um sujeito conhecido como "Amigo" atrai multidões pelo Japão a fora, sob um culto religioso muito suspeito. Ataques terroristas com armas biológicas também começam a estourar pelo mundo todo, e o pior, tudo como descrito no "Livro de Profecias" idealizado por Kenji ainda criança.

E mais: O tal "Amigo" ainda só aparece em público utilizando uma máscara, uma dessas máscaras é com o símbolo inventado por Kenji e seus amigos de infância.

Daí é só mistério, ação e a maldita curiosidade que Naoki Urasawa vai nos despertando com um roteiro amarradíssimo e inteligente.

O autor também tem uma habilidade incrível de criar uma narrativa que a todo momento avança e retorna no tempo. Uma hora ele está no ano 2015, noutra ele retorna para o ano de 1970, e depois para 2000 isso do início ao fim dos mais de 225 capítulos. Uma loucura, mas nada caótica! Poucos mangakás conseguiriam tal feito.

Urasawa, além de mangaká é músico (Rock) e fanático por mangás e tokusatsu clássicos e detém um conhecimento apurado de tudo o que aconteceu desde 1960! Portanto, 20th Century Boys - a começar pelo título uma referência a canção do T-Rex - é uma verdadeira enciclopédia de rock, mangá e outras coisas surpreendentes.

O mangá ganhou uma trilogia para os cinemas, o terceiro e último ainda está em cartaz nos cinemas japoneses e está sendo um sucesso de bilheteria. Eu já vi os dois primeiros, mas os filmes com roteiro adaptado, não chegam nem em 10% do que é o mangá, pode acreditar. Mesmo assim, os longas são legais e merecem ser assistidos. Mas se você achar que o roteiro do filme não é lá essas coisas, antes de sair falando mal das ficções científicas japonesas, leia o mangá.

o mangá está sendo publicado no Brasil pela Panini Comics. Procure nas bancas, livrarias ou pelo site. Cara, vale a pena! (atualizado em: 21/07/2013)


J-Rock/J-Pop

Do As Infinity - Eternal Flame
Gênero: J-Rock/J-Pop
O som da banda Do As Infinity me agrada, mas ela ficou famosa entre os brasileiros por causa do anime Inuyasha, e foi por causa deste anime, que eu também ouvi pela primeira vez o "Rakuen" e "Fukai Mori", ambas as canções foram tema da animação baseada no mangá homônimo (Sengoku Otogi Zoshi Inu yasha) de Rumiko Takahashi.

Porém o DAI não é apenas som de anime, que por sinal, suas letras não têm ligação alguma com os desenhos animados, isto é mais uma jogada que a produtora Avex Trax faz pra vender CD.

a formação original de DAI:

Seja como for, o trio formado por Tomiko Van, Ryo Owatari e Dai Nagao se separou em 2005 e voltou no final de 2008. Seu último álbum é este Eternal Flame. Atualmente apenas Tomiko e Owatari aparecem em capas de CDs e clipes, tenha mais detalhes nos links abaixo:

no Wikipedia
Do As Infinity no MySpace clique aqui
Leia mais no: Penpas.com.br
Baixe o álbum no: Tempatnya Download
Site oficial: http://d-a-i.com/



"Umareteyuku Monotachi he" - a faixa 12 do álbum ETERNAL FLAME

O colega Thiago Legionário já fez diversas traduções de músicas do DAI direto do japonês e disponibiliza muitos video-clipes de ótima qualidade para baixar no site J-Lyrics Br, vá direto:
http://gamehall.uol.com.br/jlyricsbr/Download3.html

Fórum Internacional de fãs de Do As Infinity (eu não participo ainda) >>> http://www.daiforum.com/