quarta-feira, 18 de março de 2009

sim, eu também curto drama: TWILIGHT SAMURAI

Sem precisar recorrer a sequências melodramáticas forçadas, o veterano diretor Yoji Yamada me conquistou com o seu "Tasogare Seibei" (2002), "O samurai do entardecer" no Brasil.

Estava com expectativa de ver lutas com espadas e algumas mutilações, conforme sugere alguns sites que o classificam como "ação". Que nada, só existem dois combates rápidos e bem realistas, sem exagero, porém muito bem feitos. Pra minha surpresa, me deparei com um belo drama.

"O samurai do entardecer" foi exibido em poucas salas de cinema por aqui e encontrá-lo nas locadoras ou à venda é difícil, recentemente a TV Cultura transmitiu na sua Mostra Internacional de Cinema, e novamente perdi, mas enfim, baixei e matei minha lombriga. Há muito tempo eu já me interessava em conferir este clássico que inclusive concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

Hiroyuki Sanada é exemplo de um ator de altíssimo nível que começou como dublê e astro de filmes de ação. O elenco infantil (as meninas Miki Ito e Erina Hashiguchi) que interpretam respectivamente Kayano e Ito, as filhas de Iguchi Seibei (Sanada) também fizeram atuações muito convincentes.

Mesmo pra quem só curte o entretenimento japonês de apelo pop e ainda não assistiu O samurai do entardecer, vai gostar e se sensibilizar com esta história em moldes tradicionais.

leia a resenha do filme por Ric Bakemon, especial para o Cine-Asia
site brasileiro de Tasogare Seibei: http://www.estacaovirtual.com/samuraidoentardecer/